Robot-Masters sonham com ovelhas elétricas?

Apesar do título estranho esse texto vai fazer sentido. É sério


     As diferenças entre Robot-Masters e Reploids são um tanto  quanto nebulosas quando pensamos em termos práticos. E decorrente disso, surgem vários equívocos, como que Robot-Masters não tem consciência, personalidade ou sentimentos.  Quando olhamos a série clássica, não é essa a impressão que se tem. Os robôs realmente passam a sensação de serem sencientes, independente de serem ou não em um nível próximo aos humanos. E como os Reploids eram mais avançados que os Robot-Masters, muitos acreditaram nesses pontos equivocados. 

Club Capcom (Via: The Reploid Research 
Lavatory)


     Na já finada revista Club Capcom, havia uma sessão de perguntas e respostas em que "Dr. Light" respondia perguntas dos jogadores sobre vários jogos da empresa, e entre as perguntas, sempre havia alguma sobre Mega Man. Em sua última edição, um dos jogadores questionou sobre qual era o nível de inteligência dos Robot-Masters construídos por Dr. Wily e Cosack. A resposta dada foi essa:  “Acho que você gostaria de saber se os robôs de Wily e Cosack possuem "senciência"? Naturalmente, cada um tem alguma "consciência", embora o nível de cada "circuito cognitivo" incorporado dentro de cada um deles varia, produzindo vários tipos "personalidade" diferentes como encontrado em pessoas ... Assim como você ou eu, eles podem falar e ter respostas emocionais como timidez, ou raiva, assim como nós.”


Convenhamos, eles sempre demonstraram isso
(Via: Mega Man Knowledge Base)


     Essa não foi a única declaração nesse sentido. Em entrevista feita por Hitoshi Ariga como um extra de Rockman Maniax, o ex-designer da Capcom Akira Kitamura comentou mais sobre a gênese da série Mega Man, explanando sobre vários assuntos - robôs inclusos. De acordo com ele, "Em um jogo de ação, eu não acho que a história deva interromper a ação. Mas eu ainda queria mostrar um mundo mais amplo e história em outros lugares: a parte de trás da caixa, o manual de instruções, publicidade, revistas relacionadas e assim por diante. Eu escrevi todo o texto para eles. O que você disse há pouco - que você gostou da sensação "seca" da escrita lá (do manual e da capa do jogo) - que é uma maneira muito boa de colocá-lo. Esses robot - masters nasceram como seres inorgânicos, então eu acho que a escrita também deve ser um tanto seca e clínica. No entanto, esses mesmos robôs também têm sentimentos e uma personalidade, e eles têm uma subjetividade que é muito humana, na forma como eles lutam contra seu destino predeterminado - há um pathos definido lá."    


Manual do primeiro Rockman

    Xeque-mate. Independente do quão mais avançados e humanizados fossem os Reploids, os Robot-Masters já possuíam inteligência e consciência própria. O que na minha opinião é algo ótimo, pois robôs totalmente despersonificados não são interessante como personagens, e é notório como a série Mega Man fazia o possível para dar destaque a seus vários robôs. 


     Obs: se você não entendeu a referência no título da matéria, chegou a hora de ler mais livros de ficção científica.


Share on Google Plus
    Blogger Comment

0 Comentários:

Postar um comentário