Azure Striker Gunvolt (OVA) vale mesmo três dólares?



     Desde antes de ontem, o OVA de Azure Striker Gunvolt encontra-se disponível na Eshop do Nintendo 3DS. E aparentemente, é o único lugar onde ele se encontra disponível no ocidente - ao menos no Brasil.  Como possuir um portátil não é um luxo que todos os jogadores podem se permitir, poucos jogadores puderam ter acesso a tal OVA por meios legais, e esses que podem, terão de desembolsar três dólares (R$ 9,34 na cotação atual) para comprá-lo. Não é uma quantia tão alta, mas tal gasto é um bom investimento?


     Isso depende. Fazer uma animação não é barato, e se Gunvolt não fosse um jogo cheio de canções e diálogos dublados, eu não duvidaria que tal OVA foi mais dispendioso que o jogo em si. E animações, para serem lucrativas, precisam vender algo. No Japão, há uma tríade
One Piece
de coisas que ajudam a tornar um anime lucrativo. Quando se trata de um anime baseado em algum mangá de grande sucesso (como os medalhões da Shonen Jump, como One Piece) o que torna o anime lucrativo é o quanto ele aumenta as vendas do seu mangá. Se o mangá vende, a editora tem dinheiro para pagar pelo anime. Porém, quando se trata de títulos "menores" ou de títulos originais, as coisas tendem a ser diferentes. O que torna tais animes lucrativos é a venda de Blu-Rays/DVDs e produtos licenciados. Talvez o melhor exemplo nesse sentido seja Gundam. Seus OVAs como Gundam Unicorn e Gundam The Origin saem direto para o mercado de vídeo, onde seu domínio é quase absoluto. Por outro lado, há uma infinidade de model kits, figures e outros produtos que garantem o retorno financeiro. E Gunvolt, onde se encontra nesse mercado? 


Gundam Unicorn

     Não há nenhum mangá de Gunvolt a venda, e se Gunvolt só entrou agora no mundo da mídia física, não é nos BD que essa animação irá se encontrar. Ou seja, fora os jogos e os poucos produtos licenciados da série, Gunvolt não tem muito de onde lucrar além da sua própria venda. E olhando por esse lado, três dólares não são um preço injusto. A Inti Creates sempre teve a tradição de produzir material adicional quando trabalhou com Mega Man, e tem seguido essa tradição em Gunvolt. É um material de fãs para fãs, financiado com o dinheiro dos jogos, cujo o preço deve servir antes de tudo para pagar seus gastos. Mas essas informações ainda não respondem a pergunta do título. 

Gunvolt ainda não tem tantos produtos a venda...

     O OVA de Gunvolt tem pouco mais que vinte minutos. É pouco, mas em uma perspectiva realista está dentro do esperado. Seu enredo consiste em uma recapitulação do início do jogo, tomando algumas certas liberdades em favor da narrativa. É simples e funcional. Não há nenhuma pretensão de se reinventar o enredo do jogo, simplesmente ilustrá-lo e nos dar uma nova perspectiva dos acontecimentos que uma animação permite. O que gera coisas interessantes, como a aplicação das habilidades de Gunvolt. Os Mega Man tem - em geral - poderes bem simples e auto-explicativos. Canhões, explosões, espadas e afins não são tão difíceis de se retratar em tela, mas as habilidades de Gunvolt são um tanto mais complexas. A cena em que Gunvolt luta com os sub-chefes no trem é um bom exemplo disso. Por outro lado, há uma cena em que Gunvolt corre entre os soldados da Sumeragi que se nota um esforço de retratar o jogo na tela, mas sem tanto sucesso. E a qualidade limitada da animação só reforça essa impressão. O que nos leva a outro ponto.




     A animação desse OVA é limitada. Algumas cenas são estáticas, e a sensação que fica é que em muitos momentos a direção evita cenas de ação mais movimentadas graças a impossibilidade de animá-las. Mas ainda sim, a direção faz um esforço extremamente competente em animar cenas o mais dinâmicas possíveis. E se a animação não é tão fluida, ao menos tão temos quadros mal desenhados em grande evidência. Muito pelo
contrário, todos os elementos importantes e a identidade visual foram mantidos com grande competência. O design dos personagens é fiel as artes dos jogos, e no caso de Lumen/Joule, nota-se todo um capricho a mais em suas expressões. E falando nelas, as cenas do show da Lumen é um dos pontos altos dessa animação. Chega a lembrar Macross e suas idols (Não sabem o que é Macross? Aguardem). Outra cena fantástica é a luta de Gunvolt com um dos bosses do jogo. Sem entrar muito em detalhes, além da animação também ser competente, nota-se que a Inti Creates soube adaptar os padrões de ataque e estratégias do jogo para a animação. E esse tipo de cuidado torna uma animação como essas algo valioso, mesmo que singelo. Junte isso ao fato das personalidades de todos - principalmente Joule e Gunvolt - serem perfeitamente retratadas e nós temos um bom divertimento.




   Porém, no fundo, ela só mostra aquilo que de fato já conhecemos. É um extra competente, mas apenas um extra. É possível compará-lo a Day of Sigma, por exemplo. Mas além desse possuir valores de produção visivelmente melhores, ele de fato complementava mais o que era visto nos jogos. E era de graça. Ou seja, se vale a pena mesmo os três dólares? Depende. É uma animação simples, curta e que não vai mudar sua vida, mas não é como se ela precisasse. É um brinde para os fãs, que cumpre sua função e não custa tão caro. Se você quer assistir animes, talvez valha mais usar esse dinheiro em um serviço de streaming, mas se o que você quer é assistir Gunvolt, então vale sim. 

     Obs: Se for assistir, assista com o áudio original. A dublagem em inglês figura entre as piores que já tive o desprazer de ouvir. 
Share on Google Plus
    Blogger Comment

3 Comentários:

  1. Ja saiu o ova?se sim me passa um link pra mim baixar pq n tenho 3ds

    ResponderExcluir
  2. Já saiu sim. Infelizmente não tenho link, mas imagino que ele já deva ter chegado ao Youtube.

    ResponderExcluir
  3. estou procurando esse anime, mas não acho legendado, se algum puder me passar o link caso souber eu agradeço!

    ResponderExcluir