Maverick Hunter, FPS e Hollywood



     Lembram-se de  Maverick Hunter - o reboot cancelado de Mega Man X? Aos que não se lembram ou não sabem do que se trata, ele foi um projeto iniciado pela Capcom que consistia em tentar criar um reboot de Mega Man X, o transformando em um shooter futurista que seguia as convenções do mercado atual ( para mais detalhes, deem uma olhada aqui). Se havia alguma fidelidade com o material original da série? Sinceramente, pelo que foi mostrado, só havia mesmo o nome e uma vaga inspiração em Mega Man X, e caso o jogo fosse lançado, tinha tudo para ser o ponto mais fora da curva de toda a franquia Mega Man. Mas independente disso, não podemos crucificar os artistas visuais envolvidos no projeto. Oras, eles tinham uma proposta dada pela Capcom, e fizeram o que foi mandado. E falando sobre o visual, a alguns dias tivemos mais imagens da pré-produção de Maverick Hunter. Essas imagens são de autoria de Jaehoon Kimque trabalhou no projeto do game antes do mesmo ser engavetado.

Fanservice mecânico
     E por mais que eu realmente me sinta aliviado com o seu cancelamento, não posso negar que achei essas artes bem bonitas. O detalhismo mecânico, a viseira em formato de X, e a forma como a arma se encaixa no braço foram bem criativas. Mas pensem bem, se esse design tivesse outra cor, ainda lembraria o X? Ou melhor, se você visse essas
imagens sem saber que elas se tratam de Mega Man, voce pensaria em Mega Man ao vê-las? Com um certo esforço mental, as duas únicas formas de associar esse visual a Mega Man que eu consigo são: ou que esse seria o visual que a série Mega Man ganharia se portada a Hollywood, ou associá-lo a um "Phanteon", da série Mega Man Zero. E é até engraçado que as semelhanças visuais sejam essas. O primeiro caso se explica facilmente: Jaehoon Kim foi ninguém menos que o designer mecânico da armadura do Homem de Ferro nos filmes do Universo Marvel. E por mais que a grande popularidade que o personagem ganhou com esses filmes se deva as atuações de Robert Downey Jr., não podemos menosprezar a importância da armadura para o personagem, afinal, é ela quem aparece nas cenas de ação. O outro caso é ainda mais interessante. Por mais que a semelhança entre ambos se de em partes pelo visual esguio e detalhista, a razão pelo qual os dois se lembram - creio eu - é o visual de máquina genérica "mass production type".
Ambos tem o visual de "grunt", feito para ser produzidos em massa e preencher as tropas de seus respectivos exércitos. É um visual que se adéqua bem ao conceito de inimigo comum, da mesma forma que funcionava com os Sniper Joes na série clássica. Porém, há um caráter mais heroico no visual dos protagonistas, feito para ter destaque. Independente de qualquer mudança do gênero do jogo, é aqui que se da grande parte do problema desse reboot: a mudança do caráter icônico do protagonista para uma visão mais comum, que por outro lado é mais realista. Não estou fazendo juízo de valores aqui, mas notem que há uma mudança na forma de caracterização do protagonista. Em Mega Man X8, X também tem um visual mais detalhado e esguio (que eu particularmente acho feio, mas deixemos isso para outra hora) mas não parece um robô comum, mas sim o super robô que ele sempre foi. Notem que Mega Man já transitou por vários gêneros antes, e na maior parte dos casos funcionou bem pois esse caráter icônico e heroico sempre esteve presente. O que me leva a concluir que o debate sobre se esse jogo seria ou não bom não é o debate correto a se fazer, mas sim se ele de fato seria um Mega Man. Na minha sincera opinião, não seria, então considero que o mais esperto foi interromper sua produção, mas sintam-se livres para discordar.  

Esse definitivamente não é um bom design para o X, mas mesmo
assim não deixa de ser um design legal.

Share on Google Plus
    Blogger Comment

3 Comentários:

  1. Ótimo texto.
    Sabe o que você me fez pensar?

    Adaptação live-action pros cinemas de MegaMan X confirmada.

    Acho que você acabou de fazer uma previsão pro visual.

    ResponderExcluir
  2. Eu também desconfio que a série X seja a escolhida, e o visual deve ser próximo desse mesmo, mas sem o rosto coberto. Além de ser uma descaracterização desnecessária, dificilmente um ator aceitaria protagonizar um filme com o rosto coberto. O que já é um progresso.

    ResponderExcluir
  3. Considerando q o X tem o rosto descoberto, tbm acho dificil. Mas tem as manhas de mostrar a cara do ator com cara fechada (vide homem de ferro mesmo). E mesmo assim, se for um ator desconhecido, acho q

    ResponderExcluir